4 dic. 2006

Poema- Minha Hatikva







Este é um poema próprio antigo...

" A Minha Hatikva"

“Como estrela a despontar entre nuvens tão túrgidas
Como o orvalho , tornando verdejante pastagens em terra tão seca.
Surge a esperança.
Firmando se no peito,
A cada nova batida do coração,
Lágrimas que escorrem desde os olhos

Esperança,
Como rio a brotar da montanha
Águas límpidas , tão claras...
A saciar a sede e trazer de volta a vida


Yisrael ,Yisrael...
Como amaria a ti,
Sem não antes passar pelo Sinai merecido...
Sem não antes amar as leis que vos estruturastes,
As quais foram outorgadas pelo Altíssimo.

E todo dia rogo ao Pai
Por que à ti prezo meus sonhos ,ò colinas
Em Jerusalém é que anseio meu repouso.

Ah, Sião eternada,
Ainda que peregrino, por ti anseio e velo meu rogo
Minha alma por ti voltou à almejar
Por ti voltando a respirar após dura hibernação ,
A qual me imputou quase a morte

Meus olhos se fechavam quando foi se a esperança
Meu corpo frêmito, cessou em respirar
Quando de ti encontrei-me só mais distante.

Mas o amor me fez voltar á ti,ò Sião.
Tornei a respirar, ò esperança.

Cambaleante,fraco.
Mas despertei da minha cegueira
Acudi-me ao meu eterno sonho,
Pois sem ti não existiria mesmo razão para permitir –me um corpo...
Ainda que em torpor permanente...


Ainda que esta esperança tão minha não vingue
Ainda que pereça ,vacante, à eira deste deserto.

Persistirei em almejar-te ,ò filha de Sião
Em sonhos conduzir-me-ei
Por tuas vielas, tuas praças até o seu Muro


Ainda que não transpasse o Jordão, ò Sião,
Ainda que o Grande Mar me carregue

Persistirei... Sendo meu gozo ,o meu tormento.
Mas é à Aquele que a erigiste
E que anelo meu espírito,
E para que possa continuar este sonho,
De saciar-me a faina de alimentar minha alma
Nee.Itz

Chai Am Eretz!

Por que "Vidas marranas" ?

Por que toda vida urge atenção.
Toda vida , um livro, toda vida a qual pede um retorno.
Segundo o judaísmo não há benção maior que a vida.E os direitos os quais devemos lutar por ela.

Quando tratamos de vidas estamos falando de idas, vindas, necessidades, sonhos e anseios.Então "Marrana", a causa dos filhos perdidos de Israel,os bney anussim.Mas não apenas. Também a causa dos outros pobres,os também anonimos, esquecidos e sem memória.Dos que pedem por uma terra, por um teto, pelos que vêem e pouco podem falar,assim como eu.

O que cabe aqui senão as narrativas ,as muitas, as várias.Não apenas particulares,mas dos que fizerem se vindos. Dos atos consuetudinários , via fotografias, flagras, denúncias, desabafos, discussões, ou apenas sobre o Nada.A discussão sobre o existencial Nada, pois por quê muito inventar , quando por si, um livro já é a vida?


Aqui,lanço a pedra fundamental desde blogger

Chai am ERETZ ISRAEL!!!
HATIKVA! Shalom !

ציונות סוציאליסטית


"Junto aos rios da Babilônia nos sentamos um dia com saudades de Sião.
Que me seque o braço direito, se eu me esquecer de ti
Ò Yerushalaym.
Aí de mim, se não preferir a ti ,Yerushalaym
À minha maior alegria" .


ציונות סוציאליסטית










"Vidas Marranas"- Por que toda vida humana pede um retorno.
Por que Judaísmo? Por que não há causa e sentido maior e mais libertário que este!




Alguns links:

Vidas e Trilhas Urbanas
http://vidastrilhasurbanas.blogspot
e

Núcleo do Partido dos Trabalhadores
http://nucleoptpuc-rio.blogspot