23 ago. 2009

Badad

O homem é feito do barro,
Tão facil ele ,ao pó que escoe
Tão facil teme e volta
Tão rápido se declina e contempla o mar
ao pó,ao pó
com o que se depara

porque o amanhã?
não podemos saber o que há de ser o amanhã
contudo é dificil constantemente ser forte

E este homem se exaspera
Se cala ,distancia-se
quebrou o espelho ,e a eira volve-se
Retornar a sua propria destruição?

Badad,Badad
Alone, alone...
Caminhamos a cada noite
O retorno é sempre um caminho dificil
É sempre uma orla
De um mar ou abismo
Um mundo menos real que o sonho intangivel?

Bem verdade quando a sorte é lançada
São perolas lançadas ao mar
(as ondas também levam)
à refrega,cada manhã

No hay comentarios.: