18 oct. 2009

A triste realidade da Educaçao na provincia/Estado do Rio de Janeiro

Carta Aberta a População Carta aberta a população do Estado do Rio de JaneiroVista a camisa da Educação!


Professores servidores do Estado do Rio de Janeiro, escreveram esta carta aberta à população do Rio de Janeiro para mostrar aquilo que realmente envolve a questão a incorporação da gratificação chamada Nova Escola e a diminuição do nosso plano de carreira. A princípio, não foi dito o valor do salário do professor estadual, que é de apenas R$ 607,26. (cerca de 340 dólares ou 1200 pesos argentinos em uma cidade e provincia de alto custo de vida e que com a especulaçao devido ao Rio2016 ja faz os preços de habitação ainda mais aumentarem!)


"A população deve imaginar que recebemos alguma ajuda extra, como vale transporte, vale refeição, que qualquer empresa é obrigada a pagar a seu funcionário. Porém, não é isso o que acontece: não recebemos estes benefícios que são direitos de todo o trabalhador e ainda temos o desconto previdenciário de 11%, recebendo um salário líquido de aproximadamente R$ 540,00 (Menos que 300 dólares!!!) "


O Governo faz propagandas na televisão dizendo que deu laptops para todo professor, mas na verdade, estes laptops foram adquiridos pelo sistema de comodato, ou seja, estes equipamentos são emprestados pelo governo que, quando bem entender, pode pedir os mesmos de volta. Atualmente, observamos a climatização das salas de aula, onde o Governo aluga os aparelhos e ainda terá um consumo absurdo de energia elétrica, gerando consumo de energia bastante elevado. A incorporação do Nova Escola se dará até 2015, em 7 parcelas. O governador já se considera reeleito.


Existem casos de professores que receberão, no ano que vem, segundo este projeto, um aumento de R$ 2,47! Isso mesmo, talvez não dê para pagar uma passagem com o valor deste aumento em 2010. Um outro ponto é o grande número de pedidos de exoneração de professores, estima-se que seja aproximadamente 30 por dia! Não existem condições de trabalho e isso nos incomoda. Contudo, o que mais nos deixa indignados, é a carta compromisso enviada aos nossos lares onde o mesmo governador empenha sua palavra e agora se esquece de tudo aquilo que prometeu. As promessas são:


Promessa 1- Reposição das perdas dos últimos 10 anos. Resultado- Reajuste de 4% e mais 8% de uma perda de mais de 70%.
Promessa 2- Manutenção do atual plano de carreira e inclusão dos professores de 40h. Resultado- Não só manteve o professor 40h de fora do plano como diminuiu as diferenças entre níveis de 12% para 7,5%.

Promessa 3- Fim da política da gratificação Nova Escola e incorporação do valor da gratificação ao piso salarial. Resultado- Esqueceu de avisar que seria em 7 anos e sem reposição da inflação.
Promessa 4- "A secretaria de Estado de Educação do meu governo terá como titular pessoa com histórico na área de educação e vínculos com o magistério." Resultado- A atual titular da pasta é da área de computação, burocrata sem passagem pelo magistério. Não somos ouvidos, e ainda vemos a imprensa nos virar as costas e distorcer a situação real. Somos pais e mães de família, que fizeram um curso superior, na esperança de um futuro melhor.


Contamos com a compreensão e a colaboração da população do Estado do Rio de Janeiro. Vista a camisa da Educação, você pode não ser professor, seu filho e sua família podem não precisar da Educação Pública, mas a nossa sociedade só vai melhorar com Educação Pública de qualidade
Faça a sua parte, essa será uma verdadeira mudança na história da Educação no Estado do Rio de Janeiro, porém precisamos adequar a verdadeira realidade do magistério Estadual. Mande para os seus contatos e vamos mostrar a nossa força!!!"


Agradecemos imensamente a atenção Professores do Estado do Rio de Janeiro

2 oct. 2009

Quem está por detrás do governo antissemita de Zelaya(Honduras)

Carissimos, erev tov, é Sucot chegando

Creio no tamanho da responsabilidade incurtida em vós com a finalidade de mostrar sempre materias sem ilaçoes ,sem panfletarismos e de modo coerente, verdadeiro (Em relação a mídia ishuviana).Espero que este texto seja repassado ainda que não tenha uma linguagem propriamente jornalistica. Mas deixo bem claro aqui a minha opinião, a de que pouco me interessa apoiar ou não o Sr.Zelaya, e sim a democracia - e o que o mesmo sofreu foi um golpe (ainda que haja os que tergiversan e inventam 'golpe democratico de Michelleti ao governo do senhor citado. Vivem a paparicar os 'Jabors' da vida). E fato é: o mesmo Zé bigodão de chapéu e com cara de latino brega tinha desde inicio de governo uma plataforma politica e tecnica de judeus. Ou ele é estupido o suficiente para confundir judeu com turco da birosca ou...estão querendo fazer uso politico quanto a uma porcaria de apoio que possa ser recebido de uma porcaria de radio Globo com um radialista tão burro ou igualmente sentindo se vitima de uma situaçao inimaginaria. Vale lembrar que durante a nossa ditadura tupiniquim, qualquer um que se manifestasse contra os gorilas militares- não precisava ler Marx, recitar o Livro Vermelho de Mao ,nada disto...bastava discordar em algo que...era oposição a ditadura. Vale lembrar inumeras dondocas 'revolucionarias nos anos 70' que nao entendiam de esquerda ,mas...por razoes morais ou na 'onda Che' eram contra o golpe dos 'nossos gorilas' sobre João Goulart.
/
Aqui condeno a maneira que parte da midia deixou se envenenar e deu espaço com claras intençoes partidarias de alguma maneira encontrar razão e chegar ao Brasil . Ridicula as ultimas materias em que chamam o Lula, 'o treif' nosso presidente , de antissemita! Ridiculo! muita baixaria ou cúmulo da burrice .E difamando em publico um individuo. Eu disse a alguns que investigaria e averiguei o teor da Radio Globo de Honduras. Curioso. É fato de poder contrapor a qualquer um menos desinformado e menos preguiçoso, a saber quem foi e o que foi o Governo 'Antissemita' de Zelaya, 'o dito Antissemita'de Tegucigalpa. A mim fica nitido que em seu governo -nada socialista, nada 'vermelho',nada de 'esquerda' e sim, democratico, com uma pimentinha a la maniera latina de querer protelar seu mandato -mas via pleito e não golpe como sofreu.Porém...no Brasil tiraram suas opinioes comuns e mesclaram em alguns espaços questões tão importantes nossas, de ishuv - 'opinião de comunidade' à vontades particulares e de linhas partidárias. E cometeram Lashom Hara em que ,num oportunismo amplamente vergonhoso divulgaram e eternizaram os 4,5 segundos de foto de Lula com o Ahmadinejad como fosse a aliança para o eixo do mal e a implementaçao do 'partido nazista do PT'. Alias, que se existe é incompetente pois ora, nao é verdade que o mesmo PT e seu chefe quadrilheiro e Chefe de Estado tupiniquim estão em apoiar o acordo de livre comercio com Israel e bem como tem muitos de seus assessores, ministros, e mais e mais cadeiras com gente da nossa propria comunidade,como nunca antes? É para tornar mais legitimo o 'antissemitismo' que então temos o governo com mais judeus em toda história de República?
/
Respeito a discordancia ideologica, pois vivemos todos em democracia e estamos em lutar por um pais e sociedade mais justas (assim prefiro cre-los,ainda que custe crer nisto pela maneira de agir) Porem, sem golpes baixos, sem insinuaçoes que pretendem tornar criveis aos mais desinformados .Por favor. Sejam de direita, mas não sejam reacionários. Vivemos numa democracia, e numa pluralidade de pensamento portanto não partidarizem nem a um lado nem a outro nossa comunidade. Tenham suas ideias,mas não sejam rasteiros. O Lula, o indiozinho Evo Morales ,e claro, o Chavez e qualquer outro destes caboclos e mestiços que podem irritar a qualquer um ,além de distintos entre os mesmos para coloca-los no mesmo balaio,podem ser ruins o suficiente que não lhes seja necessario inventar libelos e criar situaçoes de vitimismo e querer incentivar esta midiazinha piguiana que fomenta GOLPES e manchetes ridiculas.Somos inteligentes! não necessitamos disto. Se eu fosse da assessoria do Lula eu exigiria retrataçao imediata por parte de dado canal de midia ishuviana .E muito interesse partidário que fica visivel quando o oportunismo sequer é deixado de modo subliminar, e sim, escancaradamente.
/
Tenho medo de reacionário. Qualquer um. Seja de direita (ou de esquerda como muitos imbecis escatologicos do PSTU e alguns abobalhados que acham ainda estar na Russia Czarista).Reacionario não pode ser valorizado . Seja cristão, seja judeu ou seja não judeu (Seja o 'goym' ,seja quem for, ainda que façam em desclassificarem a quem pensa diferente de vós ). Sem golpismo vis, calunias vis, sem cometer lashon hara e alarmismo que ridicularizam quem verdadeiramente sofre com antissemitismo ou teve vitimas familiares em Treblinka, Subibor,Dachaw,...Ou mesmo daqueles que antecedentes passaram por algum 'pogrom' em mellah do começo do século passado, em que foram massacrados ou tiveram de migrar do Marrocos às terras tupiniquins. Sem a mania de querer hierarquizar o proprio pertencimento a nossa comunidade, pois 'temos todos o mesmo sangue vermelho'. Quanto a taxar a torto e a direito qualquer um de antissemita não é apenas boçal, 'e feio' .Sequer averiguar coisas de web que são repassadas e coladas a torto e a direito, pior que isto,é vulgarizar o termo antissemitismo. Muitos dos nossos devem estar se revirando nas Matzeivas com a tamanha vulgarizaçao daquilo que terrivelmente sofreram. E devem ainda ter engulhos com o tipo de aliados que querem deixar estar ao ladinho.


Viva a liberdade
E baixo ao vitimismo e golpismo baixo!
Somos uma comunidade pensanteo, não precisamos que vozes digam por nós!


Armando Aguiar.
/
*Por favor, a quem ja me insultou,não irei ao mesmo erro.Mas deveriam ser mais dignos e dizer vossos nomes.Sejam mais originais! Medo?A tese de vocês é a de que eu ,judeu, me torno goy ao pensar a minha maneira,é minimamente irrascivel.Devem estar loucos. Vós que tem a provar a vós mesmos quem sóis, fora o erro de querer 'torna judeu' ou aliado ,qualquer falastrão que faz em 'recortar e colar' e admirar os reacionarios contra progressistas ,cito Mainardi, Azevedo, o Philosofú do Olavo de Carvalho. Qual o critério deste 'Beit Din'? Estes aliados não desejo. Quero distancia.

Carta abierta del Presidente JOSE MANUEL ZELAYA ROSALES
en relación a la comunidad judía residente en Honduras
1/10/2009

Itongadol- Nombré como Secretario de Estado en los Despachos de la Presidencia , el que era mi mano derecha en el gobierno, YANNI BENJAMIN ROSENTHAL; quien me dio un fuerte apoyo en el manejo de los asuntos del sector de la Economía , este cercano colaborador me invitó a la ceremonia del Bat Mitzvah de su hija; así mismo nombré al señor LEO STARKMAN como Ministro de Inversión y en otra ocasión, Ministro de Energía, también nombré al Ingeniero MOISES STARKMAN como Ministro encargado del sector de los Bio-Combustibles, el cual recuerdo que en una ocasión me manifestó el sufrimiento de las personas judías en los campos de concentración de los Nazis, este cercano colaborador incluso me informo el significado de la expresión Shabat Shalom, saludo que usan los judíos para honrar su día sagrado de la semana. También, en mi gobierno nombré como Gerente General de la Empresa de Telecomunicaciones al señor JACOBO REGALADO WEITZEMBLUTH. clic


Respecto a algunas distorsiones de la información, efectuadas por algunos medios de comunicación, referentes a mi posición como Presidente con respecto a la comunidad judía, COMUNICO lo siguiente:

Sería oportuno consultar a los Secretarios de Estado de mi gabinete sobre estas acusaciones que me hacen de tener posiciones anti-semitas. Cuando el pueblo hondureño me eligió Presidente, recibí fuertes criticas de algunos anti-semitas, debido a que nombré, entre otras religiones, algunos muy talentosos y calificados hondureños practicantes del judaísmo, como miembros del Gabinete de Gobierno.

Nombré como Secretario de Estado en los Despachos de la Presidencia , el que era mi mano derecha en el gobierno, YANNI BENJAMIN ROSENTHAL; quien me dio un fuerte apoyo en el manejo de los asuntos del sector de la Economía , este cercano colaborador me invitó a la ceremonia del Bat Mitzvah de su hija; así mismo nombré al señor LEO STARKMAN como Ministro de Inversión y en otra ocasión, Ministro de Energía, también nombré al Ingeniero MOISES STARKMAN como Ministro encargado del sector de los Bio-Combustibles, el cual recuerdo que en una ocasión me manifestó el sufrimiento de las personas judías en los campos de concentración de los Nazis, este cercano colaborador incluso me informo el significado de la expresión Shabat Shalom, saludo que usan los judíos para honrar su día sagrado de la semana. También, en mi gobierno nombré como Gerente General de la Empresa de Telecomunicaciones al señor JACOBO REGALADO WEITZEMBLUTH.

Considero que todos debemos respetar las personas que tienen prácticas religiosas que son distintas a las nuestras. Yo como Católico Cristiano recibo mucha inspiración de los postulados de esta religión que practico, para la labor que tengo como presidente. Respeto profundamente las personas que practican otras religiones no sólo judíos sino también evangélicos. Vale mencionar que acaba de culminar el mes sagrado de Ramadan de la comunidad de los musulmanes y las personas Judías acaban de celebrar el día más sagrado de su fe, Yom Kippur, todos somos iguales, hondureños y hondureñas.

En las sociedades mucha gente se equivoca, incluyendo a algunos de mis opositores y también los que me apoyan, y caen víctimas del anti-semitismo. Yo rechazo todas las posturas anti-semitas y los ataques que instan a los hondureños y hondureñas a hacer lo mismo. Judíos Árabes, Orientales, Pueblos Indígenas, Garífunas, Negros y Misquitos, todos como hondureños y hondureñas han ayudado a construir esta nación, y si todo sale como espero, continuarán haciéndolo siempre.

Honduras está dividida por líneas políticas, pero nunca deberá estar dividida sobre la base de la libertad de religión. Todos somos hondureños y hondureñas y nuestro país sólo puede tener éxito con la participación equitativa de todos.

En mi condición de ser humano y como Presidente, hago un llamado a todos los hondureños y hondureñas para abstenerse de hacer comentarios antisemitas; o de cualquier otro tipo que implique discriminación; hoy al lograr mi retorno pacífico, por la Restitución de la Democracia Contra el Golpe de Estado hago un llamado al diálogo a todos los sectores, el Pueblo Hondureño tiene el apoyo de la comunidad internacional, hasta lograr restaurar la democracia.

29 de septiembre, 2009

José Manuel Zelaya Rosales
Presidente Constitucional de la República de Honduras

Sucot hasta 'Sil'

Ou la ' fiesta de las Cabañas,chozas' y una metafora hasta Varela


se la tercera y última delas tres festividades de peregrinaje, junto con Pesaj(pascoa judia) y shavuot(recibimiento de las leyes de Moisés).Esta fiesta tiene su connotación agrícola, y se una festividad histórica y dramatización de un momento de la marcha del pueblo hebreo por el desierto hacia la suya libertad. Esta festividad recuerda al vagabundeo en camino de la esclavitud a despues la liberación nacional y espiritual. En el desierto se creó la imagen espiritual del pueblo y allí recibió las leyes de la Torá.


Puede verse en la Sucá,choza, un símbolo de la existencia humana: expuesto a las contingencias de la intemperies he sido fuerte y perdurable. Es también un símbolo de la existencia en el seno de la naturaleza, de la inocencia, de la harmonía humana, de la lucha por una igualdad social. Se diría que la vida humana no la definen los edificios brillantes en los cuales muchos hombres pretenden tener, sino en el alma del hombre y mujer, laalma que ellos cultivan en su existencia. La verdad y la dicha están dentro del nosotros y no fuera . lo simbolismo de la sucá y simbolismo de “las cuatro especies” se corroboran recíprocamente, puesto que emergen del mismo plano ideal: la comunidade humana, la justicia y la igualdad.


Cuáles son los significados de la fiesta de Sucot?
1) La base nacional - la unión del pueblo: el precepto de la sucá nos vien a recordar un pasado en común, cuando el pueblo de Israel estaba en lo desierto caminando rumbo a Eretz Israel. En la fiesta de Sucot el pueblo de Israel subía hasta Jerusalén, centro espiritual del pueblo, para festejar la fiesta en esto lugar.

2) La alegría: La festividad es llamada por nuestros sabios de "época de alegría" (de la misma manera que la festividad de Pesaj es llamada de"época de liberación", y Shavuot - "época del recibimiento de las leyes").

3) La preocupación por la justicia social: En la festividad de Sucot se enfatiza la idea de igualdad social y cooperación de los diferentes niveles sociales.

4) Paz: el día de la sentencia. En Sucot sano sentenciadas (todas las criaturas desto mundo) y comenzamos una nueva etapa en la relación con las otras naciones, y la sucá es llamada "la sucá,la choza,cabaña de la paz": "y extiende sobre nosotros la sucá de la paz


Asi escribo,desde aqui hasta a quien,queda lejano,pero tan cerca de mi,adentro de mi.Escucha estas palabras. Tengo un pacto conmigo,por la tradicion.Tengo un pacto contigo,por lo que ensinas a mi, y por lo que siento por vos.No esteas solo en lluvia,y como estas chozas, simples,pero debis y al mismo tiempo fuertes porque abligaran por 40 años toda una gente en decadas de peregrinacion. Asi éres vos.Pensé en esta metafora,'la invitada y amada por D-os'.Ni la lluvia podrar derrumbarla,ni el Sol abrasador del desierto...

En la calle simple te encontré,el mundo más perfecto que miré,en Reino que antes perdi, ahora que solo no estamos,no tengo miedo del desierto o mismo del mar sin fin

Israel e seu acordo com o governo(antissemita?) do Brasil e Mercosul

Estou triste. Lamentável o que recebi da Bnai Brit Brasil. Israel entrando mesmo em acordo com governo antissemita! (Quero ver a cara dos reacionários de plantão.E ai que dizem?!?E a partidarização de setores que calam se a exemplos de açoes de judeus em alguns partidos,mas dão flashes e luzes a outros ou a apoiadores de determinados segmentos. É muito descaramento .A exemplo da ultima materia da "De olho na m.)

O mesmo governo cujo chefe de Estado apertou por 4,5 segundos as mãos do Ahmadinejad ,faz acordo de livre comerciocomochefe de Estado da grande republiqueta latina e seus parceiros de Mercosul, e com ... ISRAEL! Como disse o Ruivo, a ideologia perdeu-se o que manda agora é o mercado. E Não entendo porque as agencias judaicas argentinas, como a Eton Gadol e Radio Jai ao invés de aterem se a esta terrível foto largamente difundida pelo Rua judaica, pelo Alef, simplesmente não se importaram com esta e sim deram meia pagina dizendo que o fruto do mar ‘treif’ e antissemita-(e também por estas plagas chamado de burro,apedeuta, incivilizado,etc ) los hermanitos judios del sur o alcunharam de” exemplo de conciliador da paz para a America latina e aliado contra a influencia iraniana na America” .E tascaram foto do mesmo antissemita falando à comunidade... judaica! Pior ainda mesmo quando leio matéria em que outra agencia judaica latina –Alai , faz uso de parte do texto do vil Clovis Rossi que, mesmo sendo canalha, não pode omitir que ‘Lula’ –no mesmo dia da sensacional foto de 4,5 segundos com Ahmadinejad, retrucou diretamente ao mesmo sobre “É crime negar o Holocausto”. Aos mais espertos e só procurar no sitio particular do tal...(ou voltar ao próprio Alef e Rua Judaica em suas fontes)


Esses argentinos!!!mesmo sendo chaverim judios ,brincadeira não...Devem fazer isto de broma, troça pela tamanha incompetência do partido nazista do PT que de tão incompetente permite ,da assessoria -passando por porta vozes a ministros ,ter judeus em suas cadeiras. No Brasil não é pra levar nada a serio mesmo. Nem o antissemitismo de Estado.

E ainda tive de traduzir o que um amigo meu judeu argentino,Sr.Andrés - me comentou num bate papo-foi difícil entender,(e aceitar)mas ele (Argentino!) criticou a Veja, o Azevedinho ,e a corja de intelectualoides a qual andou sendo mencionada nos últimos emails acalourados em que aventavam sobre o antissemitismo no fruto do mar:


“O complexo de vira-latas que o Nelson Rodrigues de vocês dizia é exclusivo "dazelites" latinas (o apedeuta barbudo faz escola!), gente que se sente menor que os brancos civilizados do norte e melhores que os índios,mestiços e gaúchos ,reles latinos abaixo do Equador .Grande exemplo é o bordão :"eu não me ufano!" daqueles que não se orgulham de ser daqui [brasileiro-grifo meu], porque sentem se , sim,os verdadeiros e ‘civilizados’ colonizadores brancos.Uma vez mais estes hermanos...

-Andrés, debias dicer las mismas palabras al philoshofú de la porqueria llamada 'VEJA' e de los reacionarios,Sr Olavo de Carvalho. Un viejo bibelô que no conoce la realidad brasileña,destos imbecis,idiotas que jamás poneran los pies en barro,en una favela,..un burguesito enbroncado a la intelectual del aire acondicionado!y que no gusta de personas simples,tiene recelo ,miedo de 'los sucios'...

Vou tomar licença e postar o comentário de um amigo, ígualmente judeu,e historiador ,Sr Caraciki :

"o maniqueísmo não leva a nada. Se Lula apertou a mão do Sr .Mahmoud, isso em nada muda a estrutura internacional. No fim tudo cai pra economia, e se for assim, as empresas privadas israelenses que vendem equipamento de segurança pros Basij do Irã são antissemitas igualmente. Os EUA compram petróleo venezuelano, todo mundo consome produtos da China e a economia gira.

O caso de amor entre Brasil e Terceiro Mundo se resume no gelt que vazou do Centro na crise recente. E sem querer ser polemista, as relações entre Israel e Africa do Sul foram excelentes mesmo em meio ao apartheid, mas é fácil ser apologético e falar que era um problema do isolamento israelense na comunidade internacional (e os problemas morais ficam no gueto).

Não é porque um membro do governo falou mal de Israel que todos se tornam membros da Totenkopf, afinal, pode ser chocante, mas Israel tem alguns defeitos.

E indo aos dados: http://www.mfa/">http://www.mfa>. gov.il/MFA/ Templates/ Amanot.aspx? NRMODE=Published&NRNODEGUID={ 5F215993- CC42-421E- B74D-949AACCA4C9 C}&NRORIGINALURL= %2fMFA%2fTreatie s%2fIsrael% 2bBilateral% 2bagreements% 2f&NRCACHEHINT= Guest


Malditos antissemitas do Governo Lula que fazem todos esses acordos de cooperação economica com Israel. Os documentos devem estar todos timbrados com uma cruz gamada.
Chatimá tová"

Excerto de outro ishuviano Sr Ladvocat,Bacharel em Direito:


"(...) rotular Lula e seus pares como antissemita é de uma banalização tão torpe da gravíssima questão do antissemitismo que só pode colaborar com o empobrecimento da nossa reputação. Parece que esse discurso fácil e desrespeitoso para quem sofreu antissemitismo DE VERDADE (...)Talvez haja os que queiram tecer cortinas de fumaça sobre problemas sensivelmente mais graves de uma sociedade tal qual a brasileira, talvez muitos, a essa altura, estejam pegos no embalo de oportunistas tão mesquinhos que mais parecem Judenrat com sinal trocado. Esse tipo de demagogia barata é explorada de maneira tão vexaminosa que o antissemitisimo quando verdadeiramente acontece, não assusta mais ninguém. A demagogia de reacionários posando de amigos de judeus prejudica a credibilidade dos judeus sinceros ao redor do mundo."

1 oct. 2009

Elegia 5770 *calendário judaico

Elegia 5770 *calendário judaico (da ultima semana de setembro de 2009) -trechos

Carrego o peso do tempo
(...)Escutei de amigos,sem consultar livros
Nos campos de concentração em que seis milhões voltaram às cinzas
Enquanto ao lado o executor ,do calor do forno aproveitava o banho
Os bosques de Sobibor,os céus ,não se dobravam
O Zyklon B silenciou a tudo
Apenas chorou a mãe que ao filho pra sempre deixava
(...)Liberdade!Liberdade?
Após o sono? Após a morte ou após o exílio?

Quem muito caminha é porque está em busca
Porem que fazer se nos cegam
E extirpam as pernas?(...)

Carrego o peso do tempo
Nem posso dizer que passei por isto
(...)Não encontro em Auschwitz entre aqueles,(...)
Os meus estão entre o Gilbratar e o Atlas
(...)Perdidos em outras sendas ,em outros caminhos
Mas não passamos todos pelo Har Sinai juntos?

(...)Não me deixes
(...)Farei a viagem
Eu rumo
Vem junto comigo
Quisera fosse Strawberry Fields,sempre
Mas a vida é mais dura
(...)5770 anos
E um cansaço, e uma responsabilidade que sozinho não consigo
(...)De me suas mãos quando você voar
(...)Não quero ver os campos de Treblinka sozinho
Tampouco as sendas do deserto da qual saímos
Não quero sozinho sentir o cheiro de chifre
Este céu cheio cinza
E o sangue que ainda a terra verte
Serão outros quarenta anos
Quarenta anos a mais sem chegar a terra prometida
(...)As vezes todo se quebra
As vezes tudo se parte
Vejo apenas que meus mortos me visitam
E sem qualquer heroísmo
E eu ainda permaneço vivo
(...)O que me sorri e convida?
Não passei naqueles campos
Não encontrei tampouco na outra lista meu nome
Ao Sefer HaChaim, ao menos estarei presente?
Sem passaporte adentrarei a terra prometida?
(...)

Judeus na Amazônia- No Amapá

Vidas Marranas:Compósito subterfúgio de observação do mundo.Hasbará,Recordações e Narrativas do que fez-se em esquecimento.Alguma verdade ainda existe em porões do silêncio,câmaras soturnas nos quais não passou a Grande História.

Rosh HaShanah em Macapá – Amapá


Direto da galut na Amazonia Tupiniquim ,o Comitê Israelita do Amapá (CIAP) -exotico não?mas 'vizinhos' de nossa comunidade amazonense e paraense -reuniu em sua sede as famílias judaicas e amigos para comemoração de mais um Rosh Hashana.É noticia fresquinha chega do professor José Elarrat da Comunidade Kol Ivry(Em Rondonia). O clima foi de muita fraternidade, alegria e emoção. Macapá tem tradição judaica marroquina, como os descendentes dos primeiros judeus chegados no inicio do século passado, e hoje vemos florescer com muito entusiasmo, as novas gerações com grande dedicação ao judaísmo, as tradições e a comunidade judaica.

Mas a historia é ainda mais antiga. A presença judaica no Amapá se inicia já no séc XVIII após a revogaçao do edito que classificava os individuos do Imperio de Ultramar Portugues como cristãos velhos ou cristãos novos. Marques de Pombal então na década de 90 dos mil e oitocentos incentiva o povoamento da então extensão da colonia portuguesa na America por lusitanos ,sendo muitos desdes de origem judaica (os cristãos novos).Porém com o proprio processo de distincionamento entre os grupos tendo se acabado, a assimilaçao aos demais se daria,mas a historia judaica no territorio não teria seu fim

Com a independencia do Brasil e a consolidaçao do Imperio do Brasil,levas de imigrantes do norte da Africa ganham a região amazônica ,algo que será assomado pelo boom da borracha já no final do século XIV com a Republica Velha Brasileira. A presença judaica amapaense se deve assim, em episodios de exodos e refluxos dos poucos descendentes que ficariam pela região ou migrariam rumo aos maiores centros judaicos e urbanizados como Manaus e Belém.

Em Macapá há um cemitério israelita com mais de duas dezenas de metzeivot, motivo de estudo e publicações e livros especializados.Segundo o professor e linguista,homem zeloso pela comunidade Rondoniense, Sr.José Elarrat ,na semana anterior ao Rosh HaShanah, em que esteve em Macapa ,foi ministrado também um curso de Hebraico Básico (Kitah Alef) para alguns dos associados do pequenino ishuv.

Chatima Tová!

Ver fotos do evento em: http://www.100fila.com.br/kolivry/Pictures/cat.asp?iCat=899&iChannel=3&nChannel=Pictures

Semana que vem ponho no blog um artigo que estou finalizando sobre os Judeus do Amazonas