4 dic. 2006

Poema- Minha Hatikva







Este é um poema próprio antigo...

" A Minha Hatikva"

“Como estrela a despontar entre nuvens tão túrgidas
Como o orvalho , tornando verdejante pastagens em terra tão seca.
Surge a esperança.
Firmando se no peito,
A cada nova batida do coração,
Lágrimas que escorrem desde os olhos

Esperança,
Como rio a brotar da montanha
Águas límpidas , tão claras...
A saciar a sede e trazer de volta a vida


Yisrael ,Yisrael...
Como amaria a ti,
Sem não antes passar pelo Sinai merecido...
Sem não antes amar as leis que vos estruturastes,
As quais foram outorgadas pelo Altíssimo.

E todo dia rogo ao Pai
Por que à ti prezo meus sonhos ,ò colinas
Em Jerusalém é que anseio meu repouso.

Ah, Sião eternada,
Ainda que peregrino, por ti anseio e velo meu rogo
Minha alma por ti voltou à almejar
Por ti voltando a respirar após dura hibernação ,
A qual me imputou quase a morte

Meus olhos se fechavam quando foi se a esperança
Meu corpo frêmito, cessou em respirar
Quando de ti encontrei-me só mais distante.

Mas o amor me fez voltar á ti,ò Sião.
Tornei a respirar, ò esperança.

Cambaleante,fraco.
Mas despertei da minha cegueira
Acudi-me ao meu eterno sonho,
Pois sem ti não existiria mesmo razão para permitir –me um corpo...
Ainda que em torpor permanente...


Ainda que esta esperança tão minha não vingue
Ainda que pereça ,vacante, à eira deste deserto.

Persistirei em almejar-te ,ò filha de Sião
Em sonhos conduzir-me-ei
Por tuas vielas, tuas praças até o seu Muro


Ainda que não transpasse o Jordão, ò Sião,
Ainda que o Grande Mar me carregue

Persistirei... Sendo meu gozo ,o meu tormento.
Mas é à Aquele que a erigiste
E que anelo meu espírito,
E para que possa continuar este sonho,
De saciar-me a faina de alimentar minha alma
Nee.Itz

1 comentario:

Anónimo dijo...

Hehe familiar nosso primo !?
Veja só...ao menos a sensaçao expressa por ele foi a mesma:

O magnata do petróleo e filantropo Guma Aguiar foi neste ano o Presidente da Conferência de Jerusalém e falou durante a sessão para a aliyá (Imigração).

Aguiar relatou à platéia o seu caminho do cristianismo até o judaísmo e a sua apresentação para o Nefesh b'Nefesh, a organização para a aliyá que nos últimos anos já trouxe 18.000 novos imigrantes vindos dos Estados Unidos, do Canadá e da Grã-Bretanha.

Aguiar comparou a aliyá como subir numa escada e perguntou "Qual é o verdadeiro significado da Aliyá? ... Existe uma escada ... então o que está no topo da escada? Qual é o maior sonho? " O objetivo maior é o Templo, disse Aguiar.

"O Monte do Templo!Mas ninguém quer falar sobre isso ... "A Aliyá deve incluir um entendimento sobre esta meta, ele disse, acrescentando que ao longo da história os judeus têm associado a palavra" aliyá" com o Templo, que ansiavam ver.

"Vocês pensam que eles estavam sonhando para voltarem para cá e rezar na parte de baixo do Kotel? Sinto muito, eles não estavam!" Aguiar utilizou a sua própria história para ilustrar o seu argumento.

"Depois que vendi a empresa, poderia ter escolhido para morar em Beverly Hills, ou Aspen ou Paris, mas porque vim para Jerusalém?" , ele perguntou. "Este é mais um passo nesta fantástica escada ... temos que subir esta escada como uma nação judaica. Como uma nação judaica, temos que ter isso sempre nas nossas mentes".