2 oct. 2009

Quem está por detrás do governo antissemita de Zelaya(Honduras)

Carissimos, erev tov, é Sucot chegando

Creio no tamanho da responsabilidade incurtida em vós com a finalidade de mostrar sempre materias sem ilaçoes ,sem panfletarismos e de modo coerente, verdadeiro (Em relação a mídia ishuviana).Espero que este texto seja repassado ainda que não tenha uma linguagem propriamente jornalistica. Mas deixo bem claro aqui a minha opinião, a de que pouco me interessa apoiar ou não o Sr.Zelaya, e sim a democracia - e o que o mesmo sofreu foi um golpe (ainda que haja os que tergiversan e inventam 'golpe democratico de Michelleti ao governo do senhor citado. Vivem a paparicar os 'Jabors' da vida). E fato é: o mesmo Zé bigodão de chapéu e com cara de latino brega tinha desde inicio de governo uma plataforma politica e tecnica de judeus. Ou ele é estupido o suficiente para confundir judeu com turco da birosca ou...estão querendo fazer uso politico quanto a uma porcaria de apoio que possa ser recebido de uma porcaria de radio Globo com um radialista tão burro ou igualmente sentindo se vitima de uma situaçao inimaginaria. Vale lembrar que durante a nossa ditadura tupiniquim, qualquer um que se manifestasse contra os gorilas militares- não precisava ler Marx, recitar o Livro Vermelho de Mao ,nada disto...bastava discordar em algo que...era oposição a ditadura. Vale lembrar inumeras dondocas 'revolucionarias nos anos 70' que nao entendiam de esquerda ,mas...por razoes morais ou na 'onda Che' eram contra o golpe dos 'nossos gorilas' sobre João Goulart.
/
Aqui condeno a maneira que parte da midia deixou se envenenar e deu espaço com claras intençoes partidarias de alguma maneira encontrar razão e chegar ao Brasil . Ridicula as ultimas materias em que chamam o Lula, 'o treif' nosso presidente , de antissemita! Ridiculo! muita baixaria ou cúmulo da burrice .E difamando em publico um individuo. Eu disse a alguns que investigaria e averiguei o teor da Radio Globo de Honduras. Curioso. É fato de poder contrapor a qualquer um menos desinformado e menos preguiçoso, a saber quem foi e o que foi o Governo 'Antissemita' de Zelaya, 'o dito Antissemita'de Tegucigalpa. A mim fica nitido que em seu governo -nada socialista, nada 'vermelho',nada de 'esquerda' e sim, democratico, com uma pimentinha a la maniera latina de querer protelar seu mandato -mas via pleito e não golpe como sofreu.Porém...no Brasil tiraram suas opinioes comuns e mesclaram em alguns espaços questões tão importantes nossas, de ishuv - 'opinião de comunidade' à vontades particulares e de linhas partidárias. E cometeram Lashom Hara em que ,num oportunismo amplamente vergonhoso divulgaram e eternizaram os 4,5 segundos de foto de Lula com o Ahmadinejad como fosse a aliança para o eixo do mal e a implementaçao do 'partido nazista do PT'. Alias, que se existe é incompetente pois ora, nao é verdade que o mesmo PT e seu chefe quadrilheiro e Chefe de Estado tupiniquim estão em apoiar o acordo de livre comercio com Israel e bem como tem muitos de seus assessores, ministros, e mais e mais cadeiras com gente da nossa propria comunidade,como nunca antes? É para tornar mais legitimo o 'antissemitismo' que então temos o governo com mais judeus em toda história de República?
/
Respeito a discordancia ideologica, pois vivemos todos em democracia e estamos em lutar por um pais e sociedade mais justas (assim prefiro cre-los,ainda que custe crer nisto pela maneira de agir) Porem, sem golpes baixos, sem insinuaçoes que pretendem tornar criveis aos mais desinformados .Por favor. Sejam de direita, mas não sejam reacionários. Vivemos numa democracia, e numa pluralidade de pensamento portanto não partidarizem nem a um lado nem a outro nossa comunidade. Tenham suas ideias,mas não sejam rasteiros. O Lula, o indiozinho Evo Morales ,e claro, o Chavez e qualquer outro destes caboclos e mestiços que podem irritar a qualquer um ,além de distintos entre os mesmos para coloca-los no mesmo balaio,podem ser ruins o suficiente que não lhes seja necessario inventar libelos e criar situaçoes de vitimismo e querer incentivar esta midiazinha piguiana que fomenta GOLPES e manchetes ridiculas.Somos inteligentes! não necessitamos disto. Se eu fosse da assessoria do Lula eu exigiria retrataçao imediata por parte de dado canal de midia ishuviana .E muito interesse partidário que fica visivel quando o oportunismo sequer é deixado de modo subliminar, e sim, escancaradamente.
/
Tenho medo de reacionário. Qualquer um. Seja de direita (ou de esquerda como muitos imbecis escatologicos do PSTU e alguns abobalhados que acham ainda estar na Russia Czarista).Reacionario não pode ser valorizado . Seja cristão, seja judeu ou seja não judeu (Seja o 'goym' ,seja quem for, ainda que façam em desclassificarem a quem pensa diferente de vós ). Sem golpismo vis, calunias vis, sem cometer lashon hara e alarmismo que ridicularizam quem verdadeiramente sofre com antissemitismo ou teve vitimas familiares em Treblinka, Subibor,Dachaw,...Ou mesmo daqueles que antecedentes passaram por algum 'pogrom' em mellah do começo do século passado, em que foram massacrados ou tiveram de migrar do Marrocos às terras tupiniquins. Sem a mania de querer hierarquizar o proprio pertencimento a nossa comunidade, pois 'temos todos o mesmo sangue vermelho'. Quanto a taxar a torto e a direito qualquer um de antissemita não é apenas boçal, 'e feio' .Sequer averiguar coisas de web que são repassadas e coladas a torto e a direito, pior que isto,é vulgarizar o termo antissemitismo. Muitos dos nossos devem estar se revirando nas Matzeivas com a tamanha vulgarizaçao daquilo que terrivelmente sofreram. E devem ainda ter engulhos com o tipo de aliados que querem deixar estar ao ladinho.


Viva a liberdade
E baixo ao vitimismo e golpismo baixo!
Somos uma comunidade pensanteo, não precisamos que vozes digam por nós!


Armando Aguiar.
/
*Por favor, a quem ja me insultou,não irei ao mesmo erro.Mas deveriam ser mais dignos e dizer vossos nomes.Sejam mais originais! Medo?A tese de vocês é a de que eu ,judeu, me torno goy ao pensar a minha maneira,é minimamente irrascivel.Devem estar loucos. Vós que tem a provar a vós mesmos quem sóis, fora o erro de querer 'torna judeu' ou aliado ,qualquer falastrão que faz em 'recortar e colar' e admirar os reacionarios contra progressistas ,cito Mainardi, Azevedo, o Philosofú do Olavo de Carvalho. Qual o critério deste 'Beit Din'? Estes aliados não desejo. Quero distancia.

Carta abierta del Presidente JOSE MANUEL ZELAYA ROSALES
en relación a la comunidad judía residente en Honduras
1/10/2009

Itongadol- Nombré como Secretario de Estado en los Despachos de la Presidencia , el que era mi mano derecha en el gobierno, YANNI BENJAMIN ROSENTHAL; quien me dio un fuerte apoyo en el manejo de los asuntos del sector de la Economía , este cercano colaborador me invitó a la ceremonia del Bat Mitzvah de su hija; así mismo nombré al señor LEO STARKMAN como Ministro de Inversión y en otra ocasión, Ministro de Energía, también nombré al Ingeniero MOISES STARKMAN como Ministro encargado del sector de los Bio-Combustibles, el cual recuerdo que en una ocasión me manifestó el sufrimiento de las personas judías en los campos de concentración de los Nazis, este cercano colaborador incluso me informo el significado de la expresión Shabat Shalom, saludo que usan los judíos para honrar su día sagrado de la semana. También, en mi gobierno nombré como Gerente General de la Empresa de Telecomunicaciones al señor JACOBO REGALADO WEITZEMBLUTH. clic


Respecto a algunas distorsiones de la información, efectuadas por algunos medios de comunicación, referentes a mi posición como Presidente con respecto a la comunidad judía, COMUNICO lo siguiente:

Sería oportuno consultar a los Secretarios de Estado de mi gabinete sobre estas acusaciones que me hacen de tener posiciones anti-semitas. Cuando el pueblo hondureño me eligió Presidente, recibí fuertes criticas de algunos anti-semitas, debido a que nombré, entre otras religiones, algunos muy talentosos y calificados hondureños practicantes del judaísmo, como miembros del Gabinete de Gobierno.

Nombré como Secretario de Estado en los Despachos de la Presidencia , el que era mi mano derecha en el gobierno, YANNI BENJAMIN ROSENTHAL; quien me dio un fuerte apoyo en el manejo de los asuntos del sector de la Economía , este cercano colaborador me invitó a la ceremonia del Bat Mitzvah de su hija; así mismo nombré al señor LEO STARKMAN como Ministro de Inversión y en otra ocasión, Ministro de Energía, también nombré al Ingeniero MOISES STARKMAN como Ministro encargado del sector de los Bio-Combustibles, el cual recuerdo que en una ocasión me manifestó el sufrimiento de las personas judías en los campos de concentración de los Nazis, este cercano colaborador incluso me informo el significado de la expresión Shabat Shalom, saludo que usan los judíos para honrar su día sagrado de la semana. También, en mi gobierno nombré como Gerente General de la Empresa de Telecomunicaciones al señor JACOBO REGALADO WEITZEMBLUTH.

Considero que todos debemos respetar las personas que tienen prácticas religiosas que son distintas a las nuestras. Yo como Católico Cristiano recibo mucha inspiración de los postulados de esta religión que practico, para la labor que tengo como presidente. Respeto profundamente las personas que practican otras religiones no sólo judíos sino también evangélicos. Vale mencionar que acaba de culminar el mes sagrado de Ramadan de la comunidad de los musulmanes y las personas Judías acaban de celebrar el día más sagrado de su fe, Yom Kippur, todos somos iguales, hondureños y hondureñas.

En las sociedades mucha gente se equivoca, incluyendo a algunos de mis opositores y también los que me apoyan, y caen víctimas del anti-semitismo. Yo rechazo todas las posturas anti-semitas y los ataques que instan a los hondureños y hondureñas a hacer lo mismo. Judíos Árabes, Orientales, Pueblos Indígenas, Garífunas, Negros y Misquitos, todos como hondureños y hondureñas han ayudado a construir esta nación, y si todo sale como espero, continuarán haciéndolo siempre.

Honduras está dividida por líneas políticas, pero nunca deberá estar dividida sobre la base de la libertad de religión. Todos somos hondureños y hondureñas y nuestro país sólo puede tener éxito con la participación equitativa de todos.

En mi condición de ser humano y como Presidente, hago un llamado a todos los hondureños y hondureñas para abstenerse de hacer comentarios antisemitas; o de cualquier otro tipo que implique discriminación; hoy al lograr mi retorno pacífico, por la Restitución de la Democracia Contra el Golpe de Estado hago un llamado al diálogo a todos los sectores, el Pueblo Hondureño tiene el apoyo de la comunidad internacional, hasta lograr restaurar la democracia.

29 de septiembre, 2009

José Manuel Zelaya Rosales
Presidente Constitucional de la República de Honduras

11 comentarios:

Anónimo dijo...

ta apagando os comentario é,vc e um filho da puta
seu merda petista
vai dar pro lula

Ruben Azeinberg dijo...

quando li ate me assustei hehehe
isso é intriga da burguesia burra que acha que o mundo é o gueto da rica zona sul carioca
mas diz se 'opiniao publica'
,deveria ser: a latrina publica

lula é kosher pra mim,o mais kosher da américa latina
amigo da comunidade judaica. a assessoria do lula deveria exigir retrataçao ou processar aquele sitezinho

como judeu aquilo me ofende , pois é muito vulgar não precisaria repetir o que os outros fazem com tanto sensacionalismo sem fundamentos
chag sameach chaver
Viva o 9 dedos

Anónimo dijo...

Nada, quem ofende e cria esta vitimologia é um grupo pequeno. Estao incomodados com o melhor governo para os pobres que o Brasil ja teve. Entao tem de inventar e dar golpe baixo.

O blog esta bom, parabéns por ser um dos poucos que se manifesta contra esta palhaçada.

fla_75aldru@nexus.com.br

Mariana dijo...

Apaga os xingamentos,mas deixa o que aparece em seu email

bando de desocupados. ficam incomodados com quem pensa e tem coragem de se manifestar


Você é sensacional!
Mari

Beijos

Rafael dijo...

Voz lucida no meio do deserto! Da-lhe teacher!


Te xingaram feio ,que coisa mais sem educação! Gentinha sem argumentação

Rafa (do Pré)

Marcelo Benaion dijo...

Ultimo cometário ,é que o Zelaya não é de esquerda. Não sei se a proposta é de defende-lo por isto,pois somente por questão de conjuntura que hoje ele é 'aliado' dos 'progressistas' da América Latina .

Não me interesso por Honduras, sinceramente, mas sou do ponto de vista que quem seja Zelaya, ficou evidente que sofreu um golpe. Se ele queria garantir uma constituição que o reelege-se,ele não impôs isto ,seria por modo democrático tal escolha. Mas surgiram os Gurilletis e no meio da noite botaram o sujeito cainda com pijamas para fora do país.

Ridiculo esta de atacar a quem não gostamos ou discordamos por razões diversas usando esta tática já gasta de "ah, é antissemita". Você está certo. É uma ofensa a quem já sofreu ou sabe de perseguições de verdade.

Mas...tem mais piadas não? Vou passar aqui depois para ver alguma novidade.

Anónimo dijo...

No caso de Micheletti renunciar e buscar asilo político, o Brasil poderia recebê-lo de braços abertos. Ou melhor, a imprensa brasileira. Quem sabe lhe arrumar um cargo de editor-chefe no Estadão, que em suas páginas tem culpabilizado a todos pelo golpe de estado em Honduras: Lula, Hugo Chaves, a diplomacia brasileira, o presidente deposto Manuel Zelaya. Menos os próprios golpistas, que aliás, para as rádios, jornais e TVs no Brasil, nem sequer são golpistas. Referem-se ao processo pelo qual Zelaya foi expulso como legítimo e constitucional.

Constitucional, a meu ver, foi o "impeachment"que afastou Fernando Collor da presidência, seguindo todo um trâmite legislativo. A menos, é claro, que a constituição hondurenha entenda como legítimo mandar soldados encapuçados invadir na calada da noite a residência de um presidente eleito, e sob a mira de fuzis, enfiá-lo num avião rumo a outro país.

o que esperar da mídia brasileira que tem uma Folha de São Paulo, que emprestou seus veículos de reportagem para agentes da repressão, e que mais recentemente referiu-se a ditadura no Brasil como "Ditabranda"? Ou mesmo as Organizações Globo, cujo /capo di tutti i capi/ Roberto Marinho, expandiu seus negócios graças ao apoio dado ao regime militar? São os mesmos veículos que chamaram de "oposição" os golpistas que tentaram derrubar os governos eleitos de Hugo Chaves e Evo Morales.

A culpa pelo golpe em Honduras é de Manuel Zelaya, assim como a culpa pelo golpe no Chile provavelmente foi de Salvador Allende. Os militares e os civis que os comandam não tem culpa. Nunca tiveram. Sejam eles oficiais que torturaram e mataram presos políticos no Brasil nos anos 60 e 70, ou mesmo policiais que torturam e matam nas favelas cariocas nos dias atuais.

Assim como Berlusconi tenta reabilitar o fascismo quando disse que Mussolini "nunca matou ninguem" e que enviava seus opositores a "colônias de férias", a mídia brasileira tenta, com seus maneirismos, reabilitar as ditaduras.

São golpistas os que derrubaram Manuel Zelaya, como golpista também é a mídia brasileira, que tenta a todo custo nos convencer do contrário.

S.

Anónimo dijo...

No caso de Micheletti renunciar e buscar asilo político, o Brasil poderia recebê-lo de braços abertos. Ou melhor, a imprensa brasileira. Quem sabe lhe arrumar um cargo de editor-chefe no Estadão, que em suas páginas tem culpabilizado a todos pelo golpe de estado em Honduras: Lula, Hugo Chaves, a diplomacia brasileira, o presidente deposto Manuel Zelaya. Menos os próprios golpistas, que aliás, para as rádios, jornais e TVs no Brasil, nem sequer são golpistas. Referem-se ao processo pelo qual Zelaya foi expulso como legítimo e constitucional.

Constitucional, a meu ver, foi o "impeachment"que afastou Fernando Collor da presidência, seguindo todo um trâmite legislativo. A menos, é claro, que a constituição hondurenha entenda como legítimo mandar soldados encapuçados invadir na calada da noite a residência de um presidente eleito, e sob a mira de fuzis, enfiá-lo num avião rumo a outro país.

o que esperar da mídia brasileira que tem uma Folha de São Paulo, que emprestou seus veículos de reportagem para agentes da repressão, e que mais recentemente referiu-se a ditadura no Brasil como "Ditabranda"? Ou mesmo as Organizações Globo, cujo /capo di tutti i capi/ Roberto Marinho, expandiu seus negócios graças ao apoio dado ao regime militar? São os mesmos veículos que chamaram de "oposição" os golpistas que tentaram derrubar os governos eleitos de Hugo Chaves e Evo Morales.

A culpa pelo golpe em Honduras é de Manuel Zelaya, assim como a culpa pelo golpe no Chile provavelmente foi de Salvador Allende. Os militares e os civis que os comandam não tem culpa. Nunca tiveram. Sejam eles oficiais que torturaram e mataram presos políticos no Brasil nos anos 60 e 70, ou mesmo policiais que torturam e matam nas favelas cariocas nos dias atuais.

Assim como Berlusconi tenta reabilitar o fascismo quando disse que Mussolini "nunca matou ninguem" e que enviava seus opositores a "colônias de férias", a mídia brasileira tenta, com seus maneirismos, reabilitar as ditaduras.

São golpistas os que derrubaram Manuel Zelaya, como golpista também é a mídia brasileira, que tenta a todo custo nos convencer do contrário.

S.

Anónimo dijo...

É claro que ninguém se ocupou do mérito da questão (Zelaya ainda é a autoridade máxima do país, segundo reconheceu até mesmo a subserviente ONU e a moribunda OEA – destituído pelos gorilas a soldo das elites bananeiras), nem tampouco levantou sua voz contra a violenta repressão que se abateu contra a resistência do povo hondurenho, com dezenas de mortos e feridos, decretação de estado de sítio e ocupação dos meios de comunicação que não se curvaram à torpe quadrilha de Micheletti.

Violação dos direitos humanos, pelo visto, só deve existir no Irã, na China ou em Cuba, conforme reza a agenda de Tio Sam, guru espiritual de boa parte da grande imprensa na América Latina. No resto do mundo, há apenas ‘excessos’ que a comunidade internacional cuida de resolver, naquele estilo bastante delicado que pudemos observar nas invasões ao Iraque e ao Afeganistão...

Em verdade, há muita gente com saudade dos anos de chumbo a... E quando vêem Hugo Chávez ou Evo Morales, então, eles – os ditos mudernos – sentem logo uma urticária em suas couraças e tratam de aliviar-se com sua profilaxia secular. São os “guardiões da ordem”: os monopólios e o latifúndio, hiper-ultramodernos, podem contar com essa fauna avançadíssima para desmatar nossas florestas, liberar o uso de transgênicos e privatizar serviços essenciais, desde que, sempre que possível, o Estado financie seus ‘investimentos’ humanitários...

S.

Anónimo dijo...

com uma semana de atraso os jornalistas 'profissionais' enfim no Rua ,divulgam sua informaçao. depois que queimaram o filme do Zé...voce como professor tem mais etica,coerencia e talento que estes velhacos ditos jornalistas enquanto o de olho na merda segue com sua panfletagem de quinta

e aquele babaca tambem ganha e bem pra isto
quanta irresponsabilidade
dá é vergonha. se olhar os comentarios tem um bando de seguidores. e nao aceitam nossos comentarios e pura censura
curral descarado de alguns politicos de sp ridiculo!

passa por email outras novidades
al_fghelt77@infborade.com

garcia dijo...

Shalom!

Parabéns pelo Blog. Não leve em conta as ofensas elas vêem da direita desesperada que não tem argumento para contrariar os acontecimentos na América Latina que de um modo ou de outro e com erros e acertos os governos de esquerda levam e dão mais esperança para o povo sofrido. Olha só o Capitalismo está decadente e vencido porque pensava que produzir (pagando baixos salários) e vender de qualquer maneira iria dar certo mas não deu e acho que vai piorar. É urgente outro modelo mais harmônico com visão no socialismo e o que tem de bom no capitalismo que é a liberdade e a criatividade mas sem explorar o trabalhador pagando R$500,00 por mês. Isto é a exploração do homem pelo homem como falava Marx. A Mídia não é livre ela é comandada pelos anunciantes e pelo empresário que é o dono da mesma defendendo seus próprios interesses financeiros. O repórter que escrever diferente vai pra rua.
O golpe de Estado em Honduras é uma vergonha a ONU e OEA são organismos que deveriam ser extintos por agirem mais de encontro da vontade do Ocidente capitalista.
O Governo Lula não é um primor e se roubaram não fizeram nada diferente dos governos anteriores mas que o Brasil está crescendo economicamente e inserindo pobres na classe média é uma verdade que tem que ser reconhecida. Os próprios Institutos de pesquisa econômica divulgam o crescimento positivo do país o qual lógico ainda tem muito a fazer. Temos que saber que o Brasil é de tamanho continental e enfrenta grandes problemas em todas as áreas. Mesmo se Serra tivesse sido eleito não faria tudo o que Lula fez até agora e, pior teria vendido o que sobrou da privatização de Fernando Henrique. Hoje li na BBC notícias que o stress está levando ao suicídio os funcionários das empresas privatizadas na França. Na France Telecom foram 25 suicídios no último ano fora outras empresas. São vítimas do capitalismo selvagem e agressivo.A humanidade tem que parar para pensar se quer se suicidar ou ter uma vida mais feliz.

Muito obrigado!

S. Garcia